Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN)


INFORMAÇÕES:

 

Segue abaixo os links para outras informações do PESCaN:

Autorizações Emitidas

Grupo de Trabalho para criar a zona de amortecimento do PESCaN

 

LOCALIZAÇÃO

Está localizado nos municípios de Caldas Novas e Rio Quente, compreendendo não somente o topo da serra em que se situa, mas também suas “cristas”, fraldas e encostas.

ÁREA

Mapa PESCAN

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 De 12.315,3580 hectares, não há Decreto específico para delimitação de sua área, sendo que as mesmas foram feitas baseadas na Lei de criação.

Limite PESCaN - Arquivo kmz

Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN) - Imagem Google Earth

 

MUNICÍPIOS ABRANGIDOS

Caldas Novas e Rio Quente.

IMPORTÂNCIA

Segundo diversos estudos empreendidos na região, a serra de Caldas constitui uma das mais importantes áreas de recargas dos aquíferos hidrotermais da região de Caldas Novas e Rio Quente, os quais constituem as potencialidades turísticas da região.

ATOS LEGAIS

Lei nº 7.282, de 25 de setembro de 1970, que cria o parque. O Decreto nº 1.531, de 21 de julho de 1978, atribui a antiga FEMAGO (atual SEMARH) a competência para preservar e administrar o PESCaN.

A Zona de Amortecimento do Parque foi estabelecia pela Portaria nº 69/2014, que define os limites da zona e suas normas específicas de ocupação e o uso dos recursos e dá outras providências.

OBJETIVOS

Preservar a fauna, a flora, os mananciais e seu entorno, protegendo sítios naturais de relevância ecológica e reconhecida importância turística, assegurando e proporcionando oportunidades controladas para uso pelo público, educação e pesquisa científica.

MASCOTE

O mascote do PESCaN é a Seriema (Cariama cristata). Ao longo do dia, pode-se ouvir esta ave carismática cantar repetidas vezes "kié-kié-kié-kié-kié-kié-kié-ke-ke-ke-ke"!

VISITAÇÃO

O PESCaN está aberto à visitação de terça a domingo, das 8h às 17h, porém o último acesso a unidade é as 15h.

A taxa de visitação é de:

R$ 10,00 para visitantes (público em geral)

Têm direito à isenção da taxa de visitação:

- Pessoas com idade acima de 60 anos que sejam moradoras do Brasil

- Crianças com até 12 anos de idade

- Pesquisadores com autorização de pesquisa

- Professores e estudantes, colégios públicos, visitas educativas com autorização

- Servidores da Secima em serviço

- Guias turísticos, regularizados pelo Ministério do Turismo, em trabalho, autorizados pela Secima

- Condutores de visitantes cadastrados na Unidade de Conservação

- Membros do Conselho Consultivo da Unidade de Conservação

- Policiais bombeiros e outros profissionais a serviço da Unidade de Conservação

- Também pode-se não cobrar o ingresso de participantes de evento, quando a Secima for a patrocinadora ou conveniada ou apoiadora do evento

Têm direito à desconto na taxa de visitação:

- Estudantes com Carteira de Estudante Nacional (50% de desconto)

- Pessoas com necessidades especiais comprovadas (50% de desconto)

- Grupos de visitantes com mais de oito integrantes (20%)

O que é autorizado:

- Visitação de lazer e recreação

- Esportes de aventura

- Turismo de aventura

- Ecoturismo

- Visitas educacionais/técnicas

- Educação ambiental

- Atividades artísticas

O que é proibido:

- Tráfego de veículos particulares na área do Parque, exceto nos estacionamentos construídos para os visitantes

- Acesso de animais domésticos

- Coleta de exemplares do meio biótico (animais, plantas, etc) e abiótico (rochas, solo, etc) 

- Caça e a pesca

- Uso do fogo

- Consumo de bebida alcoólica no interior do parque

- Uso de imagem da Unidade de Conservação com finalidade comercial deverá ser solicitado à Secima, com antecedência mínima de 60 dias

- Já o uso de imagem com finalidade científica, educativa ou cultural é permitido

Fonte: Instrução Normativa nº 10/GAP publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) em 17/09/2018

Atributos/ trilhas

As duas trilhas abertas à visitação pública terminam em cachoeiras; são elas:

- TRILHA DA CASCATINHA (716 m).

Cachoeira da Cascatinha. Foto: Carolina Duarte Guilherme

 

- TRILHA DO PAREDÃO (1,161 Km).

REGRAS GERAIS

- É proibido o tráfego de veículos particulares na área do Parque, exceto nos estacionamentos construídos para os visitantes;

- É proibido o acesso de animais domésticos;

- É proibida a coleta de exemplares do meio biótico (animais, plantas, etc.) e abiótico (rochas, solo, etc.); 

- É proibida a caça e a pesca;

- É proibido o uso do fogo;

- É proibido o consumo de bebida alcoólica no interior do parque;

- O uso de imagem da Unidade de Conservação com finalidade comercial deverá ser solicitado a SEMARH, com antecedência mínima de 60 dias;

- O uso de imagem com finalidade científica, educativa ou cultural é permitido;

PLANO DE MANEJO

O Plano de Manejo do parque foi feito em 1.997, e está disponível para consulta AQUI.

 

ZONEAMENTO

 

 

 

CONSELHO CONSULTIVO

 

ENDEREÇO

Serra das Caldas 0

FEMAGO – zona Rural

75.690-000 Caldas Novas

Distância: Aproximadamente 6 Km do Centro de Caldas Novas

Distância de Goiânia: Aproximadamente 180 Km.

 

CONTATOS

Sede do PESCaN:  (64) 3453-5805

Maurício Vianna Tambellini
Chefe da Unidade de Conservação
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Gerência de Criação e Manejo de Unidades de Conservação
Telefones:  (62) 3265 1381

 

ÁLBUM DE FOTOS DO PESCaN

 

Entrada do PESCaN

 

 

Mimosa. Foto: Carolina Duarte Guilherme

 

Lobo-guará e Quati do Museu de Animais Taxodermizados do PESCaN.

 

 

Rua de Pedra. Foto: Paula Tambellini