Semad registra aumento na produtividade de profissionais nos 15 primeiros dias de teletrabalho

Durante a pandemia de coronavírus, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) adotou o sistema de teletrabalho em quase todos os seus setores. São analistas, gestores, comunicadores e técnicos que realizam seus trabalhos de casa, com diretrizes e metas a serem cumpridas, de forma a manter a qualidade do serviço público prestado.

Devido à mudança abrupta de cenário, se apresentou a necessidade de adoção de uma ferramenta para controle das atividades e produtividade dos servidores da Semad. Apesar de, no mercado, já existirem softwares para este tipo de demanda, o custo e tempo para aquisição inviabilizariam o objetivo a ser alcançado. 

Optou-se, então, pelo desenvolvimento de uma ferramenta online pela própria equipe da Gerência de Tecnologia (Getec) da secretaria. O trabalho foi concluído em apenas cinco dias, um recorde.  O dispositivo possibilita o lançamento diário das atividades dos servidores e a respectiva conferência e validação por parte do chefe imediato. “Trata-se de um grande avanço e que pode servir como referência para outras pastas”, aponta Andréa Vulcanis.

Nos dias de trabalho remoto vigente, entre 16 e 31 de março, a Semad registrou um aumento de 13,68% na produtividade dos profissionais que atuam nos setores de licenciamento ambiental e outorga em relação aos 15 dias anteriores, quando ainda havia atendimento presencial e expediente nas unidades. 

“O número é reflexo de toda a estrutura que o Governo de Goiás procurou oferecer para os servidores que entrariam no teletrabalho, além da própria qualidade e seriedade dos profissionais”, afirma a secretária Andréa Vulcanis. 

Um dos reflexos mais importantes do aumento da produtividade, desta feita tendo como parâmetro todo o mês de março, foram concluídos 97 processos de licenciamento ambiental e Termos de Compromisso Ambiental (TCAs) de importantes obras de infraestrutura e de empreendimentos.  

Esse complexo de atividades diversas deve destravar quase R$ 1 bilhão em investimentos, com geração de emprego e renda em praticamente todas as regiões do Estado. Tendo por premissa a sustentabilidade ambiental, a iniciativa será estratégica na retomada da economia em Goiás depois de superada a pandemia do coronavírus.

Além disso, a Semad iniciou o período de consulta pública virtual para debater o Decreto de Regulamentação da Lei nº 20.694/2019, que trata do novo licenciamento ambiental do Estado. O webinar realizado no dia 1º de abril teve participação de 550 pessoas de Goiás, Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e dos Estados Unidos. Na sexta-feira (03/04), dirigentes da pasta realizaram videoconferência para celebrar os resultados positivos alcançados.