Fiscais da Semad flagram irregularidades ao longo do Rio Araguaia durante o feriado prolongado de 12 de outubro

Durante as abordagens foi identificado um perímetro de cerca de 88 hectares de área desmatada ilegalmente. A propriedade rural foi autuada e multada. As equipes fizeram ainda a apreensão de 44 kg de carne de jacaré e 8 kg de carne de porco do mato, além de pescados. No total, foram lavrados três autos de infração que totalizaram R$ 26.500

 

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) mobilizou equipes de fiscalização que, em conjunto com homens do Batalhão Ambiental da Polícia Militar, atuaram em cidades ao longo do leito do Rio Araguaia com o objetivo de evitar aglomerações e impedir outras irregularidades. As ações policiais ocorreram durante o feriado de 12 de outubro, quando é celebrada a Padroeira do Brasil e o Dia das Crianças.

Além de coibir as aglomerações, como recomendado pelas autoridades sanitárias para conter a disseminação do novo coronavírus, os fiscais atuaram em observação ao que determina o decreto 9674, que trata dos crimes ambientais. Durante as abordagens foi identificado um perímetro de cerca de 88 hectares de área desmatada ilegalmente. A propriedade rural foi autuada e multada.

As equipes de fiscalização fizeram ainda a apreensão de 44kg de carne de jacaré e 8 kg de carne de porco do mato, além de pescados. No total, foram lavrados três autos de infração que totalizaram R$ 26.500.

Os principais destinos turísticos ao longo do Araguaia são o distrito de Luiz Alves, em São Miguel do Araguaia, distrito de São José dos Bandeirantes, em Nova Crixás, Aruanã e Aragarças. Desde que foi decretada a situação de pandemia e, com isso, suspensa a temporada de férias em todas essas localidades, o Governo de Goiás intensifica as ações que visam coibir a disseminação da Covid-19. Ação semelhante ocorreu também no feriado de 7 de setembro.

Decreto

O decreto, assinado pelo governador Ronaldo Caiado no último dia 10 de junho, a partir de consultas a municípios, instituições públicas e entidades representativas da sociedade, proibiu a realização dos acampamentos, eventos como shows musicais, festas, caminhadas ecológicas, passeios ciclísticos, corridas, além de realização de espetáculos.

Também estão vedados o uso coletivo de beiras de rios, cachoeiras e praias formadas no Rio Araguaia e seus afluentes e a instalação de estruturas temporárias de restaurantes, bares, banheiros, pontos de apoio e quaisquer outras de atendimento a turistas e usuários em praias, beiras de rios e cachoeiras.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.