Semad discute gestão e alinhamento das ações nas Unidades de Conservação em Goiás

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) realizou na tarde de ontem, segunda-feira (11/01), o primeiro encontro de 2021 entre a subsecretária de Desenvolvimento Sustentável, Proteção Ambiental e Unidades de Conservação da Semad, Vanessa Schmitt, o superintendente de Unidades de Conservação e Regularização Ambiental da Semad, Flávio Lopes Ribeiro, e todos os chefes das Unidades de Conservação (UC) do estado de Goiás. 

O objetivo da reunião foi traçar o planejamento estratégico para os próximos dois anos e alinhar ações que permitam que os recursos cheguem à gestão de cada UC. Na ocasião, os representantes das unidades de conservação apresentaram à superintendência a realidade dos Parques Estaduais e das Áreas de Proteção Ambiental (APA). Tratou-se de uma reunião inicial que, a partir de agora, se repetirá mensalmente durante todo o ano. 

O superintendente Flávio Ribeiro ressaltou a importância do encontro para que a gestão das UCs seja cada vez mais participativa, transparente e integrada, a fim de prover um serviço de alta qualidade para toda a população. “Nosso principal objetivo é a preservação dessas áreas, bem como a estruturação dos parques para receber os visitantes não só do estado, mas de todo o Brasil, dentro das nossas unidades de conservação que são nossas riquezas”, destacou. 

Unidades de Conservação 

As Unidades de Conservação são áreas com limites definidos cuja função é a conservação da biodiversidade, além de gerar mais renda e lazer para cidadãos e visitantes. Goiás possui 23 unidades de conservação divididas em dois grupos: 13 pertencentes ao grupo de proteção integral (12 parques e 1 estação ecológica) e 10 ao grupo de uso sustentável (08 áreas de proteção ambiental, 1 floresta estadual e 1 área de relevante interesse ecológico). Os parques estaduais goianos possibilitam ainda a realização de pesquisas científicas do uso sustentável dos recursos naturais e do desenvolvimento de atividades de educação e de interpretação ambiental, além de recreação e turismo ecológico.

Unidades de Proteção Integral
    •  Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN) 
    • Parque Estadual dos Pirineus (PEP)
    • Parque Estadual de Terra Ronca (PETeR)
    • Parque Estadual Altamiro de Moura Pacheco (PEAMP)
    • Parque Estadual Telma Ortegal (PETO)
    • Parque Estadual da Serra de Jaraguá (PESJ)
    • Parque Estadual de Paraúna (PEPa)
    • Parque Estadual do Araguaia (PEA)
    • Parque Estadual da Serra Dourada (PESD)
    • Parque Estadual Águas Lindas (PEAL)
    • Parque Estadual da Mata Atlântica (PEMA)
    • Parque Estadual do João Leite (PEJol)
    • Estação Ecológica da Chapada de Nova Roma (ESEC CNR)

Unidades de Uso Sustentável
    • Área de Proteção Ambiental da Serra Geral de Goiás (APA Serra Geral)
    • Área de Proteção Ambiental Dr. Sulivan Silvestre (APA Serra Dourada)
    • Área de Proteção Ambiental dos Pireneus (APA Pireneus)
    • Área de Proteção Ambiental da Serra da Jibóia (APA Serra da Jibóia)
    • Área de Relevante Interesse Ecológico Águas de São João (ARIE São João)
    • Área de Proteção Ambiental de Pouso Alto (APA Pouso Alto)
    • Área de Proteção Ambiental da Serra das Galés e da Portaria (APA Serra das Galés)
    • Floresta Estadual do Araguaia (FLOE Araguaia)
    • Área de Proteção Ambiental João Leite (APA João Leite)
    • Área de Proteção Ambiental do Encantado (APA Encantado)

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.