Semad multa proprietários rurais de Paraúna em R$ 393 mil por desmatamento irregular

Os 261,37 hectares desmatados ilegalmente ficam nos arredores do Parque Estadual de Paraúna e Área de Proteção Ambiental (APA) Serra das Galés e Portaria. Além dos valores a serem pagos, os autuados responderão por desmatamento fora da reserva legal

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), em trabalho conjunto com homens do Batalhão Ambiental da Polícia Ambiental, autuou cinco proprietários rurais do município de Paraúna por desmatamento irregular de vegetação nativa do Cerrado. Após trabalho de fiscalização realizado entre os dias 15 e 18 de junho, as multas aplicadas somam R$ 393 mil.

Conforme destaca o superintendente de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável da pasta, Robson Disarz, os 261,37 hectares desmatados ilegalmente ficam nos arredores do Parque Estadual de Paraúna e Área de Proteção Ambiental (APA) Serra das Galés e Portaria. Em uma das propriedades autuadas a porção de Cerrado desmatada fica no interior da unidade de conservação.

Segundo relata o agente de fiscalização da Semad, Fernando Braz, que estava em campo, imagens de satélite foram utilizadas para a detecção remota das áreas suprimidas de forma irregular. “De posse das provas, conseguimos paralisar imediatamente o dano contra a vegetação nativa”, conta o fiscal ao relatar ainda que, em uma das propriedades, com o desmatamento em curso, foram apreendidos um trator e uma retroescavadeira.

Além das multas e apreensão dos maquinários, as áreas seguem embargadas. Toda ação das equipes de fiscalização foi registrada por drones e lançada posteriormente no Sistema de Cadastro de Embargos da Semad e os autuados responderão por desmatamento fora da reserva legal. Contra um dos proprietários pesa ainda o agravante porque a área desmatada está situada no interior do Parque Estadual de Paraúna e APA Serra das Galés e Portaria.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.