Semad realiza consulta pública para debater planos de manejo e uso público do PESCaN

No dia 02, a partir das 9h da manhã, a consulta pública ocorre no plenário da Câmara Municipal de Rio Quente. Já no dia 03, mesmo horário, o local escolhido para a realização das discussões é o auditório do PESCaN, na sede do parque. A transmissão pela internet pode ser acompanhada acessando o link da página da Semad no YouTube

 

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), realiza nos dias 02 e 03 de fevereiro de 2022, uma consulta pública para debater os planos de manejo e de uso público e a zona de amortecimento do Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN). As discussões ocorrem de forma presencial, mas interessados podem acompanhar os debates por meio de transmissão, Ao Vivo, na plataforma YouTube.

No primeiro dia, a partir das 9h da manhã, a consulta pública ocorre no plenário da Câmara Municipal de Rio Quente. Já no dia 03, mesmo horário, o local escolhido para a realização das discussões é o auditório do PESCaN. A transmissão pela internet pode ser acompanhada acessando o link da página da Semad no YouTube: https://youtube.com/channel/UCr2AH9JomRODaMDRDivxt9g

A titular da pasta, secretária Andréa Vulcanis ressalta que o assunto é de interesse de toda a população, mas reforça o convite aos órgãos ambientais, entidades públicas federais, estaduais e municipais, organizações não-governamentais, proprietários de terras, representantes dos setores empresariais e associações comunitárias.

Ela lembra a todos que a consulta pública tem a finalidade de subsidiar o processo de tomada de decisão e de edição das normas da administração pública e, para atender aos anseios da população, disponibiliza maneiras de receber as contribuições dos cidadãos. Os documentos para análise seguem disponíveis no site da Semad desde o dia 13 de janeiro de 2022.

Plano de Manejo

Plano de Uso Público

Aviso de Consulta Pública Diário Oficial do Estado de Goiás

Após avaliação do material, realização da consulta pública, de forma presencial ou online, as contribuições devem ser encaminhadas até o dia 13 de fevereiro. O endereço eletrônico para o envio é Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.